segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

INTERSTÍCIOS

Ausente eu e meus pensamentos....
Distantes com dificuldade de escrever ...
Tempo curto ou mau administratado...
Tudo tão longe e tão perto ao mesmo tempo, com urgências e emergências para resolver!
Não fui eu mesma quem disse que não deixaria de forma alguma a rotina me envolver?RÁRÁRÁ.
Adivinhem?Quem me distanciou do que mais gosto que é escrever?
E amados quando vi cai no vão dos horários , até de amigo secreto um relógio pedi.Fiquei escrava do tempo, das reuniões , do vou ver se posso.E o pior dia foi quando teimei em desmarcar jantar de aniversário de casamento dos meus pais porque no outro dia tinha compromisso no trabalho.Agora me digam quem vem antes?Com quem eu conto no final?
Adoeci e as pessoas que estavam na cabeceira da cama ao meu lado eram simplismente minha família e fiquei imensamente feliz com a chance de tê-los ao meu lado..Obrigada e vamos escrever chega de interstícios....longos demais

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

PRIMAVERA...E QUE VENHAM AS FLORES...


Então chegou a estação mais bonita, mais tranquila, calma, cheirosa...Nesses tempos também estou me sentindo assim como a primavera florescendo para depois gerar os frutos.
De repente chegou uma tranquilidade em minha consciência até assustadora(risos).Tenho me perguntado o que aconteceu? Tudo ainda está por ajeitar como sempre, trabalho sempre mais e mais,família do mesmo jeito com seu infinito burburinho, amigos, compromissos tudo igual e eu diria até pior um pouco.Mas cá estou eu, aprendendo a OBSERVAR para depois agir.
Citando Rose Muraro,"Só se conhece a serenidade depois de vencer muito conflito." Então deve ser isso.Bingo! Conflitos vencidos serenidade alcançada, essa é a fórmula?Hum.
Outro dia brinquei que a tese do meu mestrado vai ser:"Práticas e habilidade em lidar e resolver conflitos pessoais e alheios", meninos se antes eu ouvia muito bem agora tenho sido chamada as pressas pra resolver questões conflitivas que não são minhas. E amados agradeço de coração a confiança e considero o maior carinho quando me ligam, fico feliz de verdade.
Queridos deixando os meus e os seus conflitos de lado vou interpretar o Mestre Rubem Alves no seu texto A Pipoca, onde ele faz uma analogia poética, que para mim é perfeita, entre o comportamento humano e a magia da pipoca.
Teoricamente o milho de pipoca é um rejeitado, algo que teria que nascer forte graúdo e não aconteceu. Daí ficava ali "desperdiçado" até que alguém resolveu experimentar olhar diferente e nasceu a pipoca.Um milho feio que quando aquecido ao óleo e fogo se transforma em algo delicioso, espetacular, sonoro e bonito.DELÍCIA!
Entendo, então como o poeta que nossos conflitos são na verdade o fogo e o óleo que nos impulsionam a mudar a nos transformarmos. Às vezes não entendemos por que agora, por que dessa forma.Mas quando o calor chega ao ápice e nos vemos lidando com situações que nunca pensamos em lidar ou que não queríamos lidar e/ou passar.A transformação acontece mesmo que não há queiramos. Porém quando as coisas vão serenando, as abóboras vão se ajeitando no balançar da caroça como diz o dito popular...Ah Amados não tem jeito saímos dessas situações de uma forma totalmente diferente do que entramos por que saímos lindos, fortes, brilhantes e sonoros e o melhor sempre prontos para outros desafios, mesmo que não desejemos...(risos)
É óbvio que existem aquelas pessoas "piruás" que não importa quão grande seja a intensidade do fogo ou a qualidade do óleo elas literalmente encroam não se transformam de maneira alguma não mudam e não acrescentam nada a outros e nem a si,principalmente.
E como diz a Duda, gatos e gatas lhes deixo a dica: Não sejam piruás vamos ser pipocas gostosas depois de nossos aquecimentos!!

Afinal ,"as flores de plástico não morrem..."

XoXo

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Esclarecimento aos meus leitores

Pontuar?
Depende do gênero, do leitor...
Use diferentes textos e revele as diversas possibilidades que os sinais gráficos oferecem
Paola Gentile
(pagentile@abril.com.br)
Separar frases com vírgulas pode? E terminar uma oração interrogativa com reticências? Ao criar uma redação
— e também ao corrigi-la —, todo mundo enfrenta dúvidas desse tipo. Mas talvez não seja o caso de se angustiar tanto diante das incertezas. Afinal, os lingüistas garantem: em pontuação, não existe certo ou errado. Só o "depende"... Depende da intenção do autor, do gênero do texto, do leitor que se quer alcançar. Os sinais que tanto atormentam estudantes (e mestres) nada mais são do que formas gráficas de atribuir significado e dar coesão ao que criamos, garantindo que a mensagem será entendida.

Caros e fiéis leitores,
Venho aqui pedir desculpas, por as vezes minha pontuação não está sendo a mais correta . Agradeço muito pela atenção e carinho dedicados a mim, nas observações feitas em todos os textos e quero aqui reinterar os pedidos que, por favor, continuem me ajudando.A postagem acima é para demonstrar que estou estudando e que em meus estudos encontrei esse trecho que me deixou um pouco mais tranquila,rsrs...E vou pedir que tentem ler meus textos em voz alta, dando um pouco de entonação e se estiver ruim, FALEM!!! MAS FALEM MESMO!
Beijos e mais beijos e obrigada , por estarem gostando do que escrevo.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Deliciosa Família

"...É meu caro, lar é onde o bumbum descansa..." Quem assistiu ao Rei Leão I lembra perfeitamente da cena em que o Timão aconselhava Simba sobre seu novo lar e sua nova e atrapalhada família : ele e Pumba. E a vida é bem assim, temos vários lares e famílias que sempre nos causam alegria e dor, mas que principalmente, nos fazem sempre pessoas melhores.
E nessas construções e desconstruções, encontros e desencontros, aventuras e desventuras vamos nos formando enquanto pessoas.E por mais que seja complexo esse emaranhado de emoções, sempre são as boas que permanecem. Por isso ao invés de lutarmos contra um irmão, atrapalhado com sua vida, o melhor é curtimos suas conquistas às avessas.
A Duda minha menininha, hoje, até por que não sei se haverá outra em minha vida.Esperta como ela,vai ter que se desdobrar.Me saiu com essa no sábado:
-Tia Júlia e que dia é o dia da Tia?
-Uai Duda, não tem dia da Tia.
-Ah então eu vou criar o dia da Tia. A gente faz assim eu faço um jantar chamo todo mundo e compro um presente pra você.E CRIO o dia da Tia, da Tia Júlia!
Nem no meu sonho mais profundo, esperava naquele sábado a noite uma homenagem desse tamanho, dessa amplitude e que mexesse tanto comigo.Aquele "serzinho" de um metro e meio com só cinco anos me deixou sem chão.E me fez pensar muito sobre essa mágica chamada família.
Então, esse plural de gente que é a família é sim nossa maior realização da vida,é a nossa primeira célula e é nela sem dúvida que nossos esforços devem ser focados, nossas noites devem ser perdidas, os dias programados .Uma amiga sempre me dizia que trabalhamos para viver e não vivemos para trabalhar,nunca concordava, agora neste momento aprendi perfeitamente o que com essa máxima ela queria me dizer.
Fácil viver em família?Nem sempre é.
Isso é a maior verdade ,mas é sempre nesse cantinho nosso que somos reais com nossos defeitos e qualidades.Com tudo de muito bom e também de muito ruim que temos e é o único local que nunca conseguiremos vivenciar um teatro, podemos sim ser a mau humorada sem paciência e metida,ou a que toma a iniciativa, participativa, amorosa, preocupada, enfim sem máscaras e com muita vida.
Amigos e amigas vivam esse pedaço de suas vidas muito melhor do que todos os outros..
Deixo aqui o comercial da Sadia que para mim merece o prêmio da melhor propaganda de 2009...beijos.
OBS.: Esse foi mais um depoimento do que um texto.

video

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Às Cegas...


Sentimentos, segundo o Aurélio-Século XXI: ato ou efeito de sentir;faculdade de conhecer, perceber, apreciar, percepção, noção.Tão fácil de se definir no papel, mas será que vivenciar é simples assim ou será que somos nós que complicamos demais. Identifcar seus sentimentos deveria ser tranquilo afinal eles estão no rol das coisas abstratas ,que são as que não podem ser tocadas ou vistas, não é assim que aprendemos no primário, ops.,não existe mais primário!

Olha tenho observado o quão difícil é entender nossos próprios sentimentos, controlá-los,vivê-los, enxergá-los e admiti-los, imagina isso quando você tem que dividir com o outro ou sentir-se junto ao outro.

Passei os meus últimos três anos ao lado de uma pessoa maravilhosa, senti vários tipos de sentimentos nas diversas fases desse relacionamento, deliciosos sentimentos.E um dos que mais senti nos últimos tempos foi o de querer casar, e como senti, mas senti sozinha e isso nos fez agora estarmos longe.Mas agora olha que bacana ele me procurou e disse que agora começou a sentir essa vontade, aiaiaia e agora o meu sentimento esfriou, congelou, senti tanto que doeu, doeu e cicatrizou.

Podemos estar perto durante tempos mas nunca sabemos ou saberemos o real sentimento que perpassa no coração do outro. Como diz minha tia coração é terra de ninguém.Ou seja,ninguém pode entender realmente o outro,então o que nos resta para encontrarmos o tempo certo do sentimento um do outro, como sentir junto, como estar com o coração na hora certa ,no lugar certo, com o sentimento certo e a pessoa certa. Se existir a fórmula ainda não encontrei.

Mas tenho colocado percepção nas minhas ações, nos meus sentimentos e buscado sentir de novo alguns sentimentos que tanto me fazem bem.

E deixo aqui um pedido quando estiverem juntos procurem perceber o outro por mais que seja dificil isso pode lhe ajudar e as vezes o momento pode dar certo.Pois com o outro estamos sempre às cegas e isso nos faz perder vida....beijitos

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

É tudo culpa dos 30...


Trinta: três dezenas de anos,10.950 dias vividos,262800 horas passadas e de repente você está lá nem nova como nos dezoito e nem mais experiente como estará aos sessenta. Está no intermediário de tudo.

Quem está nos trinta como eu deve estar sentindo essa sensação de "recheio".Rsrsrs...

As coisas mudam devagar com uma velocidade incrível!!!!

E eu continuo aqui com algumas dúvidas dos quinze pra resolver e a ansiedade louca dos dezoito pra saber no que vai dar toda essa situação.
Os olhos não param de olhar pra longe mas o gosto do ontem ainda é doce.Ri muito, esse fim de semana, reencontrei amigas que são amores de minha vida e estamos todas na fase do recheio, saboreando melhor a vida, degustando devagar, querendo e exigindo o melhor de nós e do outro. Mas amadas que vontade de sermos inconsequentes como aos dezoito e com pique dos quinze?Lógico e sinceramente com a nossa cabeça de trinta, por que como , falei no fim de semana:"Os trinta complicam tudo!"
SERÁ??????

Pensei e acho que os trinta melam nosso lado fraudador que quer sempre nos boicotar e nos leva a estruturar o hoje pro amanhã ser mais seguro,um pouco mais.E mesmo esse amanhã sendo incerto demais estamos hoje sabendo escolher melhor. E que bom que não vadiamos como fazíamos antes assim dá pra curtir melhor aquilo que temos ao nosso alcance.

Que bom reencontrar e ficar de novo maravilhada por amanhecer juntas o dia na rua,beijarmos como adolescentes, sentir frio na barriga, pedir opinião se liga ou não pro ex, dividir lata de cerveja no supermercado,fazer conta e dividir tudo, consolar o amigo por causa do Flamengo(eh,mengão feiura nesse fds,anem!), ir embora pra casa sabendo exatamente o que se quer mesmo sabendo que está fazendo errado. Mas é bom viver agora e já.Por que o tempo urge e já estamos na metade da Sapucaí!!

Bora, minha gente viver e não ter a vergonha se ser feliz!!!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Assim,foi escrito em janeiro de 2008.O titulo foi trocado.


Assim...

E de repente eu encontrei, mas não foi um encontro qualquer.Daqueles que se guardam pouco.Não foi um encontro espaçoso.
Olhei e me vi nua, crua, com segredos, sem segredos, com gostos e sem gostos, mas o mais importante eu e eu estávamos lá a sós nos encontrando.
Um olhar caprichado, uma expressão conhecida, uma impressão desconhecida.
De todas as coisas dos até então vinte e nove anos, me lembrei.
Me cerquei então das mais doces, lindas, ardentes, intensas e assim selecionei em um ano, quem, o que , como as pessoas e coisas poderiam estar ou não estar comigo, do meu jeito com meu jeito e assim aprendi a olhar a Júlia Maria e a descobrir cada dia mais espaços que nem visitado eu tinha...E amei.
"...E de repente eu encontrei você e no meio de tanta gente chata sem nenhuma graça, você veio e eu que pensava que não ia me apaixonar nunca mais na vida... "

Escrevi Simbolos em dezembro de 2008..








SÍMBOLOS






Pro meu Pai
Dona Encrenca
Pra minha mãe
JÚLIA MARIA chama só Julia na frente dela pra tu ver
Pro Leonardo
JUUUUULIA MARIAAAAAAAA FAZ UM FAVOR PRA MIM...
Pra Duda
TIA JÚLIA,MAS JÁ FOI TÁ JULA, MESMO FALANDO TODOS OS HIATOS CERTINHO
Pra Memê
PRETA FUBAZENTA
Pro Vini Negão
Nega Maria
Pra Ju e as Meninas de Facul
MARIA
Pro Julius
PITOQUINHA
Pra Jú Nega
PRETA XEXELENTA
Pras Meninas do Cuidador
MAMIS
Pra Heloísa
JUJUCAS
Pra Sandra Simone
JULITA
Pro Fa
AIAIAIAIA
Pra Dida
JAMBALAIA
Pra Joelma
PRIMA BEBEL
Pros meus funcionários
Chefita, agora CHEFA TB.
Pra Tia Fátima
Bijú
Pro Ricardo
BIBIA
Pro Átila, até hoje
COCO DA BAHIA,RSRSRS....
Pra Rosália
NÃO GOSTO DE PRETA
Pra todos os amigos não citados, primos, tios, enfim todos, Júlia, só eu mesma, perua, audaciosa, ansiosa, carinhosa, preocupada, administradora, CURIOSA( se não citar isso o Vini Negão me mata), eu todinha com defeitos e qualidades que me fazem cada dia MAIS GENTE E FELIZZZZZZZZZZZZZ.

terça-feira, 21 de julho de 2009

CASADO=FELIZ, SOLTEIRO=INFELIZ?SERÁ?





Olhando minhas amigas e conhecidas hoje, fico assustada tal o desespero que está instalado quando o assunto é estar sem alguém.rsrs....
Acabei de voltar para o clube das sem ninguém e estou achando uma graça. Sábado ouvi uma pessoa muito minha amada pedindo para uma das crianças da nossa família pra ela rezar muito e pedir pra Nossa Senhora pro Tio Fulano casar logo que já estava passando da hora.
Olhei pra pessoa do meu lado e disse quem determina a hora?E ela me respondeu sei lá , só sei que estou de saco cheio dessa pressão!Ri gostoso.
Como ninguém sabia que estava SOLTEIRA, fiquei quieta.E eu que não sou de ficar quieta com nada principalmente com meus pontos de vista, mas quando lembrei de outra pessoa minha amada que havia dito que se O Ciclano me largasse eu ficaria sozinha pro resto da minha vida.AI e deu medo!Ri de novo.
Bem e alguém já perguntou se ser solteiro é ser feliz, também. Que estar sozinho pode para alguns não ser opção e sim falta de oportunidade. Ou pode ser opção para outros, simples assim.
Olho, olho e não vejo tanta necessidade de se realizar no outro, vejo sim que todos estamos tão preocupados em nos realizar que esquecemos que temos é que nos realizar com o outro. E ai a coisa bagunça e bagunça feio...
Se alguém me perguntar qual foi o motivo de ter acabado, não saberei responder ainda hoje só sei que não estávamos felizes juntos.Só estou ao menos conseguindo estar mais leve, com menos culpa de ter que fazer alguém feliz e ser feliz.Outra risada triste, mas ri...
Não sei realmente como o caminho vai seguir de agora para frente mas d uma coisa eu sei eu vou ser FELIZ, senhoras, senhores, senhoritas e rapazotes..casada, solteira, namorando..Feliz simples assim!!!
Vou rir de mim, das minhas aventuras, desventuras,ausências, presenças,alegrias e amarguras...mas vou rir e rir muito.
E mocinho saiba você foi, é e será sempre meu melhor momento na arte de estar junto.Torço por você e torço por nós. Por que a vida é uma roda viva, hoje estamos aqui amanhã quem sabe?

segunda-feira, 13 de julho de 2009

OPORTUNIDADES...

Sabe tenho uma dificuldade enorme de desvendar as oportunidades, as minhas lógico!
Mas estou olhando meu pessoalzinho novo e vendo o gás em que eles estão e olha todos somos novos nesse processo . E visualizo quantas oportunidades eles tem pela frente, o aprendizado de várias maneiras: conhecer o envelhecimento, vivenciar as histórias dos pacientes, contruir uma equipe e não um grupo de trabalho, por que equipe é totalmente diferente de grupo de trabalho.É um encontro de oportunidades ter que se entregar ao outro dentro de suas possiblidades e conhecimentos para juntos ajudarem a um próximo e fico preocupada em quantas oportunidades podemos perder quando estamos vendo somente nosso lado.
Falando nisso estou eu mais uma vez envolvida em um grupo de trabalho e não estou falando do hospital e me sinto totalmente perdida por que é muito ruim dar opinião com medo de falar, com receio de magoar, de errar e levar bronca ao invés de ser orientado.Bem como sempre tenho feito em toda minha vida agora com mais conhecimento quanto a este grupo vou fazer o meu melhor para que ele se torne uma equipe e principalmente vou ver isto como uma grande oportunidade para que eu me dedique mais um pouquinho na manutenção da minha real equipe . E que DEUS me ajude como sempre tem feito.XoXo...

sábado, 11 de julho de 2009

De vez em quando...


Vocês já perceberam o quanto a rotina vai deixando as coisas sem a menor graça ou as torna um obrigação enfadonha?
Lembram de um beijo bem dado que aconteceu a luz do luar?Quando você não esperava,não sabia como ia ser só aconteceu ali com um bom papo, um carinho e só, sem ter que beijar por que é seu par.Beijar é otimo mas quando vira obrigação é tão ruim quanto injeção, olha até rimou..
Lembra de um domingo gostoso com seus amigos e/ou familiares que você quis fazer,programou, desejou e até comprou roupa nova, lavou os cabelos e riu, riu muito, abraçou, cheirou ...lembrou detalhes da infância ou da amizade de anos,se emocionou...Mas quando tem que ir porque está na agenda , por que se não for todo mundo vai falar, te chamar de esquisita, de anti social, de depressiva, entre tantas outras,aiaiaiaiaiaia ...
Ontem bati papo com um dos meus de vez em quando, uma pessoa que sempre, sempre está do mesmo jeito, tamanho, sabor e cor.Que não me fala vamos, você TEM QUE IR, você TEM que emagrecer, você TEM que perdoar, você TEM que se dar, TEMTEMTEMTEM, como se certas coisas que eram pra ser prazerosas fossem obrigatórias.É tão bom ouvir de vez em quando:
-Não sei? É o que você quer? Então faça..
-O que você quer fazer hoje? Então é isso que vamos fazer.Do seu jeito!
Amo todos que passam ou vivem no meu caminho, alguns intensos outros nem tanto, mas sabe sou ALUCINADA pelos de vez em quando!
Eles me tiram da rotina, da obrigação, da morosidade, da forma...Isso deve ser por que sou uma pessoa DE VEZ EM QUANDO!
DE VEZ EM QUANDO ..
DURA DEMAIS..
SÓ ...
AUTÊNTICA...
EXIGENTE..
LOUCA..
DEPRESSIVA...
COMPANHEIRA..
NEM TANTO..
COMILONA...
CHEIROSA..
AMÁVEL..
CANSADA..
OUVINTE...
MODISTA...
Enfim luto pelo de vez em quando por que é imensamente bom saber que se você quer ir a uma festa me liga e eu estou aqui pra te ajudar a arrumar e rirmos juntas , consertamos o vestido e eu saber dos seus segredos ,por que eles daqui ,não vão sair..
Os momentos de vez em quando me mantém e torno a repetir adoro eles..E a rotina não vai me massacrar, não vai não....MESMO!!


sábado, 27 de junho de 2009

Reicidivas...

AUTO SABOTAGEM, fui as compras com meus pais e é engraçado como as pessoas agem em relação aos seus erros. Meu pai vive dizendo que um dos grandes erros em nossa criação seria o fato de toda vez que tinha um aniversário de coleguinha, ele e minha mãe, sempre compravam o presente pro amiguinho(a) mas também um para nós. Fala isso o tempo todo,com fevor.Porém hoje ao sair pra comprar um presente para um neto de um amigo, levou meus sobrinhos e adivinhem: cada um saiu de lá com um presente. Mesmo sabendo que é errado, fez.
Mas nós somos exatamente assim.Sabemos perfeitamente onde é o erro, quando não pode ser cometido e mesmo assim repetimos,uai, cadê o provérbio que diz que sempre aprendemos com os erros??Cadê???
Acredito que para isso acontecer seria necessário um excelente auto conhecimento, uma humildade exagerada e um desapego enorme . Seria dar nossa cara a tapa à nós mesmos e isso é evolução moral, que construímos com dificuldade mas ainda meus amigos vivemos num mundo que só queremos facilidades, microondas,delivery,tv a cabo prográmavel, se dar bem sem trabalhar,entre outros.
Espero que este seja um pequeno momento de pensar em que você está se auto sabotando.Bem eu estou aqui me remontando e quebrando a cabeça porque descobrir eu já descobri.Deixar de sabotar, bem ai são outros quinhentos...
Bom Fim de Semana..Festa de Criança...hum lá vai minha auto sabotagem em relação à comida.Beijos..

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Paradoxos


Hoje eu a definiria com a música dos Paralamas do Sucesso:"De uma lado a fome total de outro esse Carnaval"...estamos recebendo novas pessoas para o trabalho,umas ávidas pelo trabalho outras nem tanto.No meio de tantas chegadas escuto ,uma das antigas dizer que :"EU NÃO GOSTO DE TRABALHAR COM IDOSO".Isso me feriu tanto.Que a parte boa é que vi a dimensão do amor pelo meu trabalho mas entristeceu mais com certeza.

Vejo centenas saindo da Faculdade desesperados por trabalho, por oportunidade, por chances e vejo colegas "não gostarem disso", "não quero trabalhar com isso", bem fico pensando se eu é que estou com uma visão passional de mais ou se minhas amigas limitadas demais.E se experimentar ou simplismente ousar fazer o melhor é tão impossivel assim?Minha alma sequiosa por desafios nunca me deixou falar :"Não, não, não vou fazer isso se é que você me entende, não que não seja boa pra isso mas não me interesso". Porque antes de dizer que não quero pelo menos tentar.

Mas no fim desejo que essas pessoas fiquem o mais longe possível do trabalho com o idoso e que elas no fim de suas vidas entendam como é bom poder envelhecer.

E que um dia elas possam cantar como o Barão:"Desejo não ter que parar tão cedo..."